sexta-feira, 19 de julho de 2013

A necessidade do Guru

Toda alma está destinada a ser perfeita, e cada ser, ao final, alcançará o estado de perfeição. O que quer que sejamos agora é o resultado de nossos atos e pensamentos no passado, e seremos, no futuro, o resultado daquilo que pensamos e fazemos agora. Mas isso, a modelagem de nossos próprios destinos, não nos impede de receber ajuda externa; ao contrário, na grande maioria dos casos, tal ajuda é absolutamente necessária. Quando ela vem, as forças e possibilidades mais elevadas da alma são potencializadas, a vida espiritual é despertada, o desenvolvimento é estimulado, e o homem torna-se, finalmente, santificado e perfeito.

Esse impulso acelerador não pode ser obtido dos livros. A alma pode apenas receber impulsos de outra alma e de nada mais. Podemos estudar livros a vida inteira, podemos nos tornar muito eruditos, mas no fim veremos que não desenvolvemos nenhuma espiritualidade.

Não é verdade que um alto nível de desenvolvimento intelectual caminhe de mãos dadas com um desenvolvimento proporcional do lado espiritual no homem. O estudo por meio de livros nos leva, às vezes, a pensar que estamos sendo auxiliados espiritualmente; mas, se analisarmos o efeito do estudo de livros em nós mesmos, perceberemos que é somente o nosso intelecto que se beneficia de tais estudos, e não nosso espírito interior. Essa inadequação dos livros para acelerar o crescimento espiritual é a razão pela qual, embora quase todos nós possamos falar maravilhosamente bem sobre temas espirituais, descobrimo-nos imensamente deficientes quando se trata de agir e de viver uma vida verdadeiramente espiritual. Para despertar o espírito, o impulso deve vir de uma outra alma.
Assim falava Sri Ramakrishna: O Guru é necessário . Ouça o comentário contado por Swami Pareshananda.
Veja também: O Ideal Supremo - Swami Brahmananda
--
Dia 22 de julho é o dia do Guru Purnima pelo Vishuddha Siddhanta Almanac. Em comemoração a esse dia são homenageados todos os mestres espirituais na figura de Vyasa, que ao compilar os Vedas, transmitiu ao mundo a sabedoria da Sanatana Dharma (Religião Eterna). Ele é autor também de diversos clássicos espirituais da Índia, como o Mahabharata. Celebrado por ocasião da lua cheia (purnima) de julho é dedicado também, por extensão, a todos os mestres espirituais a quem recebemos o conhecimento em todas as áreas da atividade humana.
No dia 24/7 (quarta-feira), às 19h30, o tema do estudo será sobre a relação Guru-Discípulo, seguido de meditação. Você é bem-vindo(a)! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe: