quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Encontro com Dalai Lama

Visita do Dalai Lama ao Brasil, no mês de setembro de 2011

O décimo quarto Dalai Lama, Tenzin Gyatzo, esteve visitando o Brasil neste mês de setembro de 2011. Swami Nirmalatmananda participou de uma de suas conferências, realizada no sábado, dia 17 de setembro, no World Trade Center de São Paulo. Dalai Lama abordou diferentes conceitos da filosofia budista e sobre espiritualidade em geral. Sua Santidade interagiu com o público de forma descontraída e bem-humorada, expondo com simplicidade seus principais ensinamentos. Dalai Lama está prestes a se retirar da política, mantendo somente sua posição de líder supremo e diretor espiritual do budismo tibetano.  (Fonte: www.vedanta.org.br)

Para ver as fotos , Clique Aqui
___
Em outubro, dias 21 a 23, Swami Nirmalatmananda visitará novamente nosso Centro. A programação completa será divulgada em breve.

sábado, 10 de setembro de 2011

Encarnação Divina - A Personificação de Infinitas Ideias Espirituais

"Leva séculos para a humanidade compreender uma encarnação. Por séculos, milhões de pessoas têm sido inspiradas pelas vidas e ensinamentos de Buda e Cristo, e centenas de livros foram escritos a seu respeito. No entanto, continua-se a estimular estudos, e novos livros estão surgindo e lançando novas luzes de relevância e significado contemporâneo sobre esses antigos mestres."

"A encarnação, que é a 'personificação de infinitas ideias espirituais', leva séculos para ser reconhecida. Através de inumeráveis instituições e tradições religiosas, através das mentes criativas de santos e sábios, artistas, pensadores, filósofos e líderes sociais, suas ideias encontram expressão por um longo período de tempo. Essas ideias inspiram, confortam e guiam a humanidade sofredora até que todos, até a última pessoa, encontrem-se seguros diante dos portais da imortalidade. Nesse sentido, pode-se dizer que a vida e a missão de Sri Ramakrishna apenas começou."
___
Excertos do artigo Sri Ramakrishna, O Desconhecido. Swami Bhajanananda.
Swami Bhajanananda foi editor de Prabuddha Bharata, de 1979 à 1986, e tem contribuído com muitos artigos para vários jornais Vedantistas. Swami Bhajanananda é o assistente ao Secretário Geral da Ordem Ramakrishna. Este artigo foi publicado pela primeira vez em Março de 1979, na revista Prabuddha Bharata.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Em Direção à Meta Suprema

Excertos do livro "Paramartha Prasanga" - Em direção à Meta Suprema, por Swami Virajananda

* Para realizar a Deus um aspirante deve ter: Paciência, Perseverança, Pureza de corpo e mente, Intenso desejo ou anelo, o conjunto dos Seis Atributos, que são, Shama (tranquilidade mental), Dama (controle dos sentidos), Uparati (abandono do apego aos objetos), Titikshâ (permanecer firme em meio a todo tipo de aflição), Shraddhâ (fé nas palavras do mestre espiritual e nas escrituras), e Samâdhâna (concentração da mente sobre oIdeal Escolhido, ou Deus).

* Qualquer período que você devota ao Japa e à meditação – mesmo que seja apenas dez ou quinze minutos – faça com todo seu coração e alma. O Senhor é o Morador Interno, é o Guia Interior. Ele vê o seu coração; Sua medida não é sobre quanto tempo você medita sobre ele ou quantas vezes você faz Japa, mas, sim, sobre seu anseio interior.

* No início, Japa e meditação parecem secos [sem gosto]. Mesmo assim, você deve continuar a praticá-los, mesmo que seja como tomar um remédio. Você terá gosto e felicidade após ter praticado continuamente por três ou quatro anos. Então, se deixar de praticar por apenas um dia se sentirá miserável,deslocado, por assim dizer.

* Quando, pela prática continua de Japa e meditação, a mente se tornar calma e purificada, então a própria mente se tornará seu Guru, ou guia, e você terá a compreensão correta de tudo, encontrando as soluções de suas dúvidas e questionamentos espirituais dentro de si mesmo. A mente dirá a você o que fazer, uma coisa após a outra e como você deve conduzir-se.

* Quando fizer Japa, medite sobre a forma do Ideal Escolhido também. De outra maneira, o Japa nunca será profundo. Mesmo se a forma inteira da Divindade não aparecer na meditação, comece com qualquer parte da forma que for capaz de visualizar. Tente diversas vezes, mesmo se você falhar. Por que deveria abandonar se não tiver sucesso? Você tem que continuar com tenacidade. Por acaso a meditação vem facilmente pela mera vontade? Repetidos esforços devem ser feitos para retirar a mente de outros objetos e fixá-la sobre o objeto da meditação. O sucesso chegará enquanto se continua praticando.

* Japa, ou repetição mental do Mantra, contando sobre os dedos com um rosário ou guardando o número de repetições – todos estes são apenas meios preliminares para ajudar a retirar a mente de outros objetos e fixá-la no objeto da adoração. De outro modo, você não saberá quando a mente poderá correr em outra direção; ou você pode ter até adormecido. Portanto, apesar desses processos parecerem para alguns como causadores de distração no início, eles o capacitarão a manter-se vigilante sobre as andanças da mente, detectá-las facilmente, e trazê-la de volta ao objeto da meditação.

Swami Virajananda (1873-1951), um discípulo da Santa Mãe Sri Sarada Devi, foi iniciado como monge por Swami Vivekananda; em 1938 tornou-se o Sexto Presidente da Ordem Ramakrishna.