terça-feira, 16 de agosto de 2011

Sri Ramakrishna Mahasamadhi

"Sri Ramakrishna (1836-1886) é adorado por milhares de pessoas como uma encarnação divina, ou avatar. Sua vida foi um testemunho da verdade e da universalidade dos princípios espirituais, assim como da pureza e do amor.

Vivia constantemente absorto em Deus. Em seus freqüentes êxtases espirituais, alcançava o sublime estado de união com a Infinita Realidade.

Para ele, o ensinamento védico da unidade da existência era mais que uma teoria, pois realizou essa verdade pela percepção direta. Ramakrishna trilhou diferentes caminhos religiosos dentro do hinduísmo. Praticou depois o islamismo e mais tarde meditou profundamente em Cristo, experimentando a mesma divina Realidade também através destes caminhos não-hindus.
 
Sri Ramakrishna não escreveu nenhum livro, nem ministrou palestras públicas. Ao invés disso, ele optou por falar em linguagem simples com o uso de parábolas e metáforas de maneira ilustrativa, e que foram coletadas através da observação da natureza e das coisas comuns do dia-a-dia. Suas conversas eram encantadoras e atraíram a elite cultural de Bengala. Estas conversas foram anotadas por um de seus discípulos, Mahendranath Gupta, que os publicou sob a forma de livro, Sri Sri Ramakrishna Kathamrita (O néctar das palavras de Sri Ramakrishna) em Bengali. Sua versão em inglês, O Evangelho de Sri Ramakrishna, foi publicada em 1942; e continua aumentando sua popularidade ainda hoje em função de sua relevância e apelo universal.
 
A intensidade de sua vida espiritual e a incansável tarefa de dar instruções espirituais para o fluxo interminável de aspirantes, consumiu a saúde de Sri Ramakrishna, que desenvolveu câncer na garganta em 1885. Ele então, se mudou para uma casa de campo mais espaçosa, onde seus jovens discípulos puderam cuidar dele dia e noite. Ele instigou neles o amor um pelo outro, e assim lançou a pedra fundamental para a futura ordem monástica conhecida como Ramakrishna Math. Nas primeiras horas do dia 16 de agosto de 1886, Sri Ramakrishna deixou seu corpo, repetindo o nome da Mãe Divina, e assim mergulhou na eternidade."

Veja também um artigo inspirador de um de seus discípulos diretos - Swami Subhodananda: Reminiscências de Sri Ramakrishna
_____
Fonte: www.vedanta.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe: