segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Karma Yoga

"Quando a idéia de fazer o bem torna-se parte integrante de seu ser real, ele não irá procurar por nenhum motivo externo. Façamos o bem porque é bom fazer o bem. Mesmo quem pratica o bem para ir para o céu, prende-se à terra, diz o karma iogue. Toda ação praticada, mesmo que o motivo seja o menos egoísta de todos, em vez de libertar-nos, forja mais um grilhão para os nossos pés.

 

A única saída é renunciar aos frutos da ação, desapegando-se deles.  (...) É muito bom dizer que devemos ser completamente desapegados, mas como alcançar essa meta? Cada boa ação praticada sem motivo ulterior, em vez de forjar um novo grilhão romperá elos das cadeias existentes. Cada bom pensamento que enviamos ao mundo sem esperar retribuição, ficará armazenado para romper um elo da cadeia, tornando-nos cada vez mais puros, até que nos tornemos o mais puro dos mortais."

Swami Vivekananda, O que é Religião, Rio de Janeiro: Lótus do Saber, 2004. p. 252-253 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe: