terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Nascimento de Swami Vivekananda

"A história da vida de Swami Vivekananda é a de um ser fenomenal. Ele era o tipo ideal de iogue e monge, de instrutor e líder, de místico e asceta, de trabalhador e filósofo. Era capaz de alcançar o mais elevado estado de devoção, embora possuído do mais alto conhecimento. Era um dedicado humanista, um músico e orador por excelência, um atleta consumado. Em Vivekananda temos um vislumbre do homem perfeito. Seu guru, Sri Ramakrishna, disse a seu respeito: "Narendra é uma grande alma - perfeito na meditação.  Com a espada do conhecimento, ele despedaça os véus de maya. A inescrutável ilusão (maya) nunca poderá subjugá-lo."
Com referência às visões que tivera a respeito de Narendra disse Sri Ramakrishna a seus discípulos:  "Certo dia verifiquei que minha mente pairava no samadhi ao longo de uma luminosa trajetória.  Enquanto ela se elevava cada vez mais alto eu divisava, às margens do caminho, as formas ideais de deuses e deusas. A mente atingiu então os limites extremos daquela região onde uma barreira de luz separava a esfera da existência relativa da esfera do Absoluto. Ao atravessar aquela barreira a mente penetrou no reino transcendental em que nenhum ser corpóreo era visível. Logo a seguir eu vi sete sábios veneráveis assentados, em samadhi.  Passou-me pela mente que aqueles sábios deveriam ter ultrapassado não somente os homens mas mesmo os deuses em conhecimento e santidade, em renúncia e amor. Perdido em admiração, eu refletia sobre sua grandeza quando vi uma parcela daquela região luminosa indiferenciada condensar-se na forma de uma criança divina. A criança veio até um dos sábios, tocou terna e delicadamente em sua nuca e, dirigindo-se a ele com voz suave, tentou arrancar sua mente do estado de samadhi.  Este toque mágico despertou o sábio de seu estado super consciente e este então fixou seus olhos entreabertos na criança maravilhosa.  Com grande alegria a estranha criança falou-lhe: "Eu estou descendo.  Você não quer vir comigo?"

O sábio permaneceu mudo, mas seu olhar terno expressou seu assentimento. Tão logo vi Narendra, reconheci que ele era aquele sábio. Mais tarde Ramakrishna revelou que aquela divina criança era ele próprio. Vivekananda nasceu em 12 de janeiro de 1863 em Calcutá. Desde o começo era uma criança precoce de energia excepcional. Todavia, sua tendência inata para a meditação revelou-se na infância. Pois, juntamente com os folguedos comuns da infância, ele brincava de meditar."
___
Excerto da biografia de Swami Vivekananda.
Swami Vivekananda (Narendra) foi o fundador da Ordem Ramakrishna na Índia. Este ano, segundo o calendário hindu, a data é celebrada em 26 de janeiro.

domingo, 9 de janeiro de 2011

Qual a nossa imagem e semelhança?

Swami Vivekananda uma vez afirmou que o desejo por detrás de todos os nossos esforços é o anelo pela liberação e a busca pela perfeição. Atingir a liberação é a realização de nossa verdadeira natureza; é o conhecimento que ‘Eu sou Brahman. Nenhum de nós é feliz em nosso estado atual. Nós sempre somos conscientes de que falta algo. Nós sempre somos conscientes de um vazio e por causa disto nós buscamos distrações em várias atividades. Desta consciência de falta, o ladrão rouba, um homem pobre luta por dinheiro e aspirantes espirituais invocam a Deus. Aqueles que roubam e lutam por dinheiro não estão tomando o caminho direto para a libertação; seu progresso é atrasado. Mas um dia eles encontrarão o caminho correto e atingirão a meta. Os aspirantes espirituais escolheram o caminho reto para Deus; eles rapidamente atingirão seu destino. Obtendo o autoconhecimento, eles acharão a paz e a completa satisfação.

Portanto não deveríamos pensar constantemente no pecado. O modo de remover o pecado é pensar em nós mesmos como puros. O modo de remover as correntes é pensar em nós mesmos como livres. O que pensamos, nos tornamos. Quando cometemos erros? Quando pensamos que estamos separados de Deus, quando esquecemos nossa verdadeira identidade. Nós todos esquecemos quem realmente somos.

Sri Ramakrishna ilustrou esta idéia com uma estória: Havia uma vez um filhote de leão que cresceu no meio de um rebanho de ovelhas. Como uma ovelha, ele comia grama e até balia, ‘Baa, baa’. Um dia um leão atacou o rebanho. Todas as ovelhas, junto com o filhote de leão, fugiram aterrorizadas. O leão perseguiu o rebanho, mas para seu espanto, ele viu um filhote de leão entre as ovelhas! O leão capturou o aterrorizado filhote, o arrastou até um lago e mostrou a ele seu reflexo na água. ‘Olhe para sua face’ disse o leão, ‘e olhe para a minha. Você não vê que somos iguais?’ Primeiro o filhote tremeu de medo, mas enquanto ele continuava a olhar para seu reflexo, ele começou a compreender quem ele realmente era. Ele era um leão! Subitamente o filhote deu um poderoso rugido e pulando de felicidade correu para encontrar seu verdadeiro lar na floresta.

O filhote de leão se portou como uma ovelha enquanto pensou que era uma ovelha. Nós somos como o filhote de leão. Quando nós pensamos que somos fracos, sem valor e sem poder, nós nos tornamos fracos, sem valor e sem poder. Swami Vivekananda disse, ‘O remédio para a fraqueza é não pensar na fraqueza, mas pensar na força.’ (Complete Works, Vol. II, p. 300).

Swami Lokeswarananda, THE WAY TO GOD – AS TAUGHT BY SRI RAMAKRISHNA, Tradução de trecho do Cap. IV

domingo, 2 de janeiro de 2011

Inspiração da Semana: Aferra-te a Deus

"Entrega-te a Ele de todo o coração. Ora constantemente com fervor puro e sincero: 'Ó Senhor! Eu não sei o que é bom e o que é mau para mim. Dependo inteiramente de Ti. Concede-me tudo o que necessito para a vida espiritual. Conduza-me pela senda que me traga o maior bem. Dá-me a fé e a força constante de me lembrar e de meditar em Ti.' 

(...) Nós julgamos os homens apenas por seu exterior, mas Deus vê seus pensamentos mais íntimos. Deus corre para aquele que ora com coração sincero. Tem por certo que assim acontece. Sê puro de coração; que tua mente e teus lábios sejam um só. Entrega-te a Seu cuidado.

Apenas um, dentre um milhão, anseia buscar Deus. E dentre esses, só poucos mantêm sua aspiração. Já que tu foste abençoado com o anelo de conhecer Deus, trata de intensificar esse anelo. Quando comes, quando vai deitar, quando te sentas ou quando trabalhas, ora, ora incessantemente: 'Senhor, faze-me capaz de receber e compreender essa graça que eu sei que Tu tens pronta para conceder-me'."

Swami Vijoyananda, O Eterno Companheiro, São Paulo: ECE, 1981, p.86-7.