quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Inspiração da Semana

"Coloca-te no meio entre esses dois extremos, ó príncipe, e cumpre, em tranquila resignação, o dever por ser dever, e não pela espectativa de recompensa. Conserva ânimo igual na ventura ou desventura: assim é que faz o yogi." Bhagavad-Gita II:48
"Quando um homem, ó príncipe, quebrou os vínculos dos desejos do seu coração e está internamente satisfeito consigo, atingiu a Consciência Espiritual e firmou-se no conhecimento.
A sua mente não é turbada nem pela adversidade nem pela prosperidade: aceita ambas, sem apegar-se a nenhuma. Nele não tem parte a ira, nem o medo, nem as paixões; ele merece o nome de sábio."
Com equanimidade suporta as vicissitudes da vida, tanto as favoráveis como as desfavoráveis; não se entrega nem à alegria excessiva, nem à tristeza. Nada lhe rouba a liberdade." Bhagavad-Gita II:55-57
"Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade." Filipenses 4:12

Um comentário:

  1. Minha mãe sempre me lembra do salmo 91, quando nele diz que cairão 10 mil a direita e outros tantos a esquerda e nada nos acontecerá. Acho que tem bastante a ver com a equanimidade.

    Abraço

    ResponderExcluir

Compartilhe: