quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Na Expectativa de uma Graça Iminente

"Poucas pessoas aprenderam a viver na expectativa de uma graça iminente. A maioria de nós sente que tem tantas impurezas, tantas faltas a superar, tantas disciplinas a pôr em prática que talvez não consigamos atingir a Deus a não ser num ponto distante do futuro. Na verdade, essa aparente humildade não passa de vaidade, pois pressupõe que podemos conhecer Deus através de nossos próprios esforços, de nossa própria força. Isso não passa de tolice! Nossas próprias forças jamais nos farão puros, nem nos darão a visão de Deus. Ninguém pode comprar Deus com práticas espirituais. Dizem-nos as grandes almas que alcançaram a iluminação que o esclarecimento chega somente através da graça divina. 

No Katha Upanishad lemos:
'Não se conhece o Eu por meio do estudo das escrituras, nem pela sutileza da inteligência, nem pelo excesso de erudição. Aquele a quem o Eu escolhe, por esse ele é atingido. A ele verdadeiramente o Eu revela o seu próprio ser.'
De igual modo, declarou Cristo: "Não fostes vós quem me escolhestes, mas eu que vos escolhi..." Isto significa que a graça é necessária, mas significará isso acaso que Deus é parcial? Swami Turiyananda, interrogado certa vez a respeito, respondeu:
'O Senhor não é parcial. Sua graça desce igualmente sobre o santo e sobre o pecador, assim como a chuva cai sobre toda a terra. Entretanto, apenas a terra cultivada produz uma boa colheita.'
E Sri Ramakrishna dizia: "A brisa da graça está sempre soprando. Abre tua vela para captar essa brisa." Isso quer dizer que a graça de Deus está sempre sobre nós, mas o auto-esforço e as disciplinas espirituais são necessárias, a fim de que nos tornemos receptivos a ela. 
 Disse Cristo: 
'Estai, pois, atentos porque não sabeis quando o dono da casa há de chegar... Para que, vindo de improviso, não vos encontre dormindo.'

Precisamos estar vigilantes; precisamos lutar para fixar a mente em Deus, rezando e meditando. Ao mesmo tempo, porém, deveríamos saber que, absolutamente independente de nossos esforços, Ele pode se revelar a nós a qualquer momento, através da Sua graça. É preciso que estejamos sempre prontos."
 In Sermão da Montanha segundo o Vedanta. Swami Prabhavananda. São Paulo: Pensamento, 1986. pg.99.

Um comentário:

Compartilhe: